Cineasta discute processo etnográfico de produção sobre moda nas favelas

Emílio Domingos vai apresentar os resultados da etnografia do processo fílmico do documentário “Favela É Moda”, última produção de uma trilogia do diretor sobre o corpo nas favelas e periferias do Rio de Janeiro
Ciências Sociais
27 Setembro 2019
Cineasta discute processo etnográfico de produção sobre moda nas favelas

O Laboratório de Estudos da Cultura Visual da Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC) recebe, no dia 30 de setembro, às 10h30, o antropólogo e cineasta Emílio Domingos para apresentar os resultados da etnografia do processo fílmico do documentário que dirigiu: “Favela É Moda”. Esta é a última produção de uma trilogia do diretor sobre o corpo nas favelas e periferias do Rio de Janeiro. O evento será realizado na sala 418 da Sede FGV (Praia de Botafogo, 190. Botafogo, Rio de Janeiro).

Durante a palestra, Emílio vai apresentar sua pesquisa desenvolvida junto ao programa de mestrado de Pós-Graduação em Cultura e Territorialidades da UFF (PPCULT/UFF), que discute o uso da câmera como mediadora no trabalho de campo. O cineasta investigou uma agência de modelos surgida há 17 anos formada por jovens de territórios periféricos que tem como slogan “moda resistência”. A iniciativa busca enfrentar o padrão estético estabelecido no mercado da moda no Brasil, questionando a quase onipresença de modelos brancas, altas e magras nas revistas e campanhas de moda.

Emílio Domingos é cineasta, cientista social, pesquisador, roteirista e produtor. Atua principalmente na área de documentários. Graduado em Ciências Sociais pela UFRJ com ênfase em Antropologia Visual, Cultura Urbana e Juventude. Atualmente cursa mestrado pelo Programa de Pós Graduação em Cultura e Territorialidades pela UFF e é curador e mediador do Documenta-se Cineclube. Também é curador da Mostra Internacional do Filme Etnográfico e do Festival Visões Periféricas. Como diretor realizou os longas: Deixa na Régua, vencedor do Prêmio Especial do Júri do Festival de Cinema do Rio (2016), A Batalha do Passinho; vencedor da Mostra Novos Rumos do Festival do Rio (2016), L.A.P.A.; Melhor Filme no Festival Câmera Mundo, na Holanda (2008), entre outros.

Para mais informações e inscrições, acesse o site.