Congresso internacional debate corporativismo, autoritarismo e democracia
Ciências Sociais
07 Junho 2018

Congresso internacional debate corporativismo, autoritarismo e democracia

O seminário visa consolidar o Brasil como um dos centros de produção e debate sobre a temática do corporativismo, dando visibilidade aos estudos realizados no país, intensificando o diálogo dos especialistas brasileiros com seus colegas estrangeiros e contribuindo para a formação de pós-graduandos brasileiros que pesquisam o corporativismo na América Latina e na Europa.

Um debate sobre corporativismo, autoritarismo e democracia. Essa é a proposta do Congresso Internacional promovido pela Rede Internacional de Análise do Corporativismo e da Organização de Interesses (Netcor), que será realizado entre 22 e 24 de outubro, na Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC). Professores e pesquisadores que tenham interesse em apresentar seus trabalhos sobre o tema devem enviar suas propostas até o dia 30 de junho.

O seminário visa consolidar o Brasil como um dos centros de produção e debate sobre a temática do corporativismo, dando visibilidade aos estudos realizados no país, intensificando o diálogo dos especialistas brasileiros com seus colegas estrangeiros e contribuindo para a formação de pós-graduandos brasileiros que pesquisam o corporativismo na América Latina e na Europa.

O evento será organizado em torno de eixos temáticos, a fim de aprofundar de modo sistemático a reflexão em torno do fenômeno corporativo. Serão abordados temas como historiografia do corporativismo; superação crítica do sistema liberal e a implementação doutrinária e social do corporativismo enquanto “terceira via”; fundamentos teóricos da representação corporativa; escolas, autores e movimentos; representação política e corporativismo; direito, lei e corporativismo; e economia corporativa.

A Netcor é uma rede que agrega pesquisadores e centros de investigação que estudam o corporativismo e a organização dos interesses sociais e econômicos no Brasil, na América Latina, na Europa e no restante do mundo A temática do corporativismo recebeu grande atenção dos historiadores e cientistas sociais até a década de 1980, quando se tornou periférica na produção acadêmica mundial. Todavia, observa-se uma retomada dessa agenda de pesquisa, especialmente na América Latina e na Europa.

Para mais informações sobre a submissão de trabalhos, acesse o site.