Entrevista inédita de Ferreira Gullar está disponível no acervo do CPDOC

A entrevista com o jornalista, falecido no início de dezembro do ano passado, revela detalhes da sua trajetória profissional, desde os primeiros anos, ainda no Maranhão, sua vinda para o Rio de Janeiro, na década de 1950, chegando até o período da ditadura militar.
Ciências Sociais
03 Fevereiro 2017

O Programa de História Oral da Escola de Ciências Sociais da FGV (CPDOC) disponibilizou em sua plataforma digital uma entrevista inédita com Ferreira Gullar. No material, cedido pela Associação Brasileira de Imprensa (ABI), o poeta e jornalista analisa sua relação com a arte concreta e a trajetória na imprensa até o início da década de 1960. Ele revela o convívio com nomes como Otto Lara Resende, Jânio de Freitas e Amílcar de Castro, além de fazer considerações sobre as reformas gráficas que marcaram o jornalismo naquela época.

Esta entrevista é parte integrante de uma série de depoimentos realizados pela ABI entre 1977 e 1979 que foram doadas ao CPDOC em 1996. A entrevista com o jornalista, falecido no início de dezembro do ano passado, revela detalhes da sua trajetória profissional, desde os primeiros anos, ainda no Maranhão, sua vinda para o Rio de Janeiro, na década de 1950, chegando até o período da ditadura militar.

A trajetória de Ferreira Gullar, porém, vai muito além do jornalismo. O escritor, poeta, crítico de arte, biógrafo, tradutor, memorialista e ensaísta, não à toa foi eleito, em 2014, um dos imortais da Academia Brasileira de Letras (ABL).

A entrevista encontra-se disponível para consulta no Acervo do Programa de História Oralno site.