Especialistas discutem política nuclear brasileira em Washington
Ciências Sociais
30 Novembro 2017

Especialistas discutem política nuclear brasileira em Washington

A base da discussão foi o número especial da revista científica “The Nonproliferation Review”, onde o professor Spektor publicou seu artigo “The evolution of Brazil's nuclear intentions”. Participaram do debate acadêmicos, cientistas e tomadores de decisão do governo dos Estados Unidos.

Por que o Brasil nunca construiu um explosivo nuclear? Quais as implicações internacionais do programa do submarino nuclear brasileiro? Para responder essas perguntas, o coordenador do Centro de Relações Internacionais da FGV, professor Matias Spektor, participou da mesa redonda “Brazil's Nuclear Program: Perceptions and Realities”, no último dia 15 de novembro, no James Martin Center for Nonproliferation Studies (EUA).

A base da discussão foi o número especial da revista científica “The Nonproliferation Review”, onde o professor Spektor publicou seu artigo “The evolution of Brazil's nuclear intentions”. Participaram do debate acadêmicos, cientistas e tomadores de decisão do governo dos Estados Unidos.

O evento contou com mediação de Joshua Pollack, editor da revista e pesquisador associado sênior do Middlebury Institute of International Studies (MIIS), e com exposição de Togzhan Kassenova, especialista do Programa de Política Nuclear da Carnegie Endowment for International Peace.

O Centro de Relações Internacionais é sediado na Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC). A apresentação e o debate encontram-se disponíveis na íntegra no YouTube.