Estudo revela que participação societária estatal aumenta gastos com P&D em empresas
Administração
31 Janeiro 2018

Estudo revela que participação societária estatal aumenta gastos com P&D em empresas

O trabalho foi apresentado na sessão “The impact of affiliation and ownership on innovation” e é fruto de modelos de painel dinâmico usando uma base de dados de 5.043 empresas de 63 países e de 67 setores, para os anos de 2010 a 2016.

Um estudo inédito sobre a relação entre a participação societária estatal e os gastos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) das empresas foi apresentado durante a conferência internacional “Strategic Management Society Special Conference - Collaborative Strategies: New thinking about Alliances, Mergers, and Acquisitions”, realizado na Costa Rica. Intitulado "State equity ownership and the use of R&D resources”, o trabalho é fruto da pesquisa do doutorando da Escola Brasileira de Adminsitração Pública e de Empresas (FGV EBAPE), Rodrigo Gandara Donini.

O trabalho foi apresentado na sessão “The impact of affiliation and ownership on innovation” e é fruto de modelos de painel dinâmico usando uma base de dados de 5.043 empresas de 63 países e de 67 setores, para os anos de 2010 a 2016. Os resultados indicam que a participação societária estatal está positivamente associada com os gastos em P&D das empresas. Um aumento de 1% na participação societária estatal está associado a um incremento de US$1,555 milhão nos gastos em P&D.

Esses resultados têm implicações para instituições estatais, por exemplo, no sentido de prover mais informações para que os gestores públicos possam formular políticas de fomento à inovação mais eficientes, e também implicações para as empresas, uma vez que também disponibiliza mais informações para que os gestores possam decidir a maneira mais eficiente de implementar projetos inovadores.

O estudo está disponível, em inglês, na Biblioteca Digital da FGV.