Evento promove debate sobre importância do cinema amador como patrimônio e documento cultural
Ciências Sociais
10 Outubro 2018

Evento promove debate sobre importância do cinema amador como patrimônio e documento cultural

O evento vai exibir uma série de produções de diversos acervos que foram gravados nesse formato, promovendo um amplo espaço para discussão sobre cinema amador, o papel do cinema como documento histórico, representação da família no cinema caseiro e o super-8.

A professora da Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC) Thais Blank participa, no dia 10 de outubro, do evento “Dia do Filme Caseiro”. O evento é organizado em parceria pelo Laboratório de Estudos da Cultura (LECV) do CPDOC, do qual Thaís é coordenadora, e o Laboratório de Preservação Audiovisual da UFF. O objetivo é incentivar a produção cinematográfica amadora como patrimônio e importante documento cultural.

A edição é especialmente dedicada ao formato do filme Super 8mm. O evento vai exibir uma série de produções de diversos acervos que foram gravados nesse formato, promovendo um amplo espaço para discussão sobre cinema amador, o papel do cinema como documento histórico, representação da família no cinema caseiro e o super-8.

Thais Blank é responsável pela coordenação das atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Audiovisual e Documentário do CPDOC e também leciona na Pós-graduação em Cinema Documentário da FGV. Desde 2012 coordena, ao lado das pesquisadoras Sofia Sampaio (ISCTE-IUL) e Raquel Scheffer (Paris 3), o grupo de trabalho "Outros Filmes" no âmbito do congresso internacional da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento de Portugal.