Feito a partir de arquivos da antropóloga Yvonne Maggie, filme ‘Magia e Poder’ é exibido na FGV

Durante seu trabalho de campo em Nova Iguaçu, a antropóloga chegou a morar por quatro meses no Terreiro Ilê de Oxalá e Obaluaê, que misturava ritos de Candomblé e de Umbanda pertencente à mãe de santo Dona Conceição
Ciências Sociais
16 Outubro 2019
Feito a partir de arquivos da antropóloga Yvonne Maggie, filme ‘Magia e Poder’ é exibido na FGV

O Núcleo de Audiovisual e Documentário da Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC) promove, no dia 23 de outubro, a partir das 17h30, a exibição do filme "Magia e Poder: fronteiras entre o sagrado e o profano". A produção utiliza materiais presentes nos arquivos da antropóloga Yvonne Maggie doados para o FGV CPDOC, feitos nas décadas de 1970 e 1980, durante seus estudos sobre religiões afro-brasileiras. A sessão contará com a participação da pesquisadora e será realizada no auditório 1014 da Sede FGV (Praia de Botafogo, 190. Rio de Janeiro/RJ).

Durante seu trabalho de campo em Nova Iguaçu, a antropóloga chegou a morar por quatro meses no Terreiro Ilê de Oxalá e Obaluaê, que misturava ritos de Candomblé e de Umbanda pertencente à mãe de santo Dona Conceição.

Yvonne Maggie escreve para o G1, é autora dos livros “Guerra de Orixá: um estudo de ritual e conflito” e “Medo do Feitiço: relações entre magia e poder no Brasil”. Além dela, o evento vai contar com a participação do artista plástico e realizador das imagens do filme, Luiz Alphonsus.

Para participar, inscreva-se pelo site