FGV CPDOC amplia redes internacionais na área de metodologia de pesquisa

Este projeto de internacionalização tem duração de três anos e visa expandir as abordagens computacionais de análise desenvolvidas nos últimos anos pelo FGV CPDOC em parcerias com a Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) e a Columbia University
Ciências Sociais
17 Fevereiro 2020
FGV CPDOC amplia redes internacionais na área de metodologia de pesquisa

A Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC) iniciou 2020 dando impulso à sua rede internacional de colaboração na área de metodologias avançadas de pesquisa nas Ciências Sociais e na História. Entre janeiro e março, acontece processo seletivo para seis bolsas de pesquisa no âmbito do projeto "Ciência de Dados nas Ciências Sociais", financiado pelo Programa de Internacionalização da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES-PrInt).

Este projeto de internacionalização tem duração de três anos e visa expandir as abordagens computacionais de análise desenvolvidas nos últimos anos pelo FGV CPDOC em parcerias com a Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) e a Columbia University. O primeiro ano do projeto visou, principalmente, a aplicação de tecnologias digitais à pesquisa com o acervo histórico do FGV CPDOC, que inclui arquivos de história oral, arquivos documentais, tanto textuais como audiovisuais, e verbetes de dicionários histórico-biográficos. Neste segundo ano de execução, o projeto visa formar profissionais com capacidades teórico-metodológicas avançadas que integrem abordagens computacionais de análise a métodos qualitativos e quantitativos de pesquisa.

São três bolsas para atrair pesquisadores internacionalizados para a FGV e três bolsas para viabilizar o envio de professores e alunos para experiências no exterior. As modalidades de bolsa incluem: Doutorado Sanduíche, Pós-Doutorado, Professores Visitantes Júnior e Sênior e Jovem Talento. Simultaneamente, neste mesmo período, seis professores, seis técnicos e cinco alunos de doutorado iniciam estágio no exterior. Os professores passam de um a 12 meses em instituições nos Estados Unidos, na Suíça, na Suécia e na França. Os alunos de doutorado passam de seis a 12 meses em instituições na Argentina, na Bélgica, no Canadá, na França e no Reino Unido. Os funcionários técnicos, vinculados ao Laboratório de Humanidades Digitais e à coordenação de Documentação do FGV CPDOC, passam de dois a três meses em centros de pesquisa e universidades no Canadá, na Noruega e na Suíça. Ao todo, são 17 estadias de pesquisa ou capacitação técnica, em 13 instituições distribuídas por nove países.

Em 2019, dois professores do FGV CPDOC foram visitantes por três meses na Columbia University e no King's College London, enquanto a Escola recebeu dois pesquisadores doutores para estadias de seis meses. Toda a produção de relatórios, audiovisual e publicações decorrentes do projeto serão disponibilizadas no site do FGV CPDOC.

Os editais e mais informações para o programa de bolsas estão disponíveis no site.