FGV representa Brasil no grupo de think tanks do G20
Relações Internacionais
28 Março 2018

FGV representa Brasil no grupo de think tanks do G20

O primeiro encontro do ano do grupo de engajamento do T20 ocorreu em Buenos Aires. O evento contemplou reuniões do conselho consultivo do T20, seminários e coordenação dos grupos de trabalho.

A FGV desempenha um papel de destaque no Think 20 (T20), grupo de engajamento do G20 formado por alguns dos principais think tanks globais. O professor Marlos Lima, diretor-executivo da Diretoria Internacional da FGV (FGV DINT), foi convidado a ocupar uma cadeira no conselho consultivo do T20, sendo o único representante do Brasil no board, e a professora Claudia Costin, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE) da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV EBAPE), coordena o grupo de trabalho “O futuro do trabalho e da educação na era digital”.

O primeiro encontro do ano do grupo de engajamento do T20 ocorreu em Buenos Aires. O evento contemplou reuniões do conselho consultivo do T20, seminários e coordenação dos grupos de trabalho. Ao longo do ano, novas reuniões e atividades ocorrerão culminando com o “T20 Summit” em setembro, quando o grupo apresentará o resultado dos trabalhos em conjunto com representantes do G20.

O T20 é um grupo de engajamento do G20 formado por think tanks globais. Sua missão é formular recomendações de políticas públicas que serão apresentadas aos chefes de Estado presentes na reunião de cúpula do G20, que ocorrerá em novembro de 2018, em Buenos Aires.

O G20 é um grupo de concertação política que reúne as maiores economias do mundo. Da América Latina, fazem parte o Brasil, a Argentina e o México. A presidência rotativa do G20 foi transferida em 2018 da Alemanha para a Argentina. Hoje, a agenda do grupo não se limita ao esforço da cooperação financeira internacional, mas também é fortemente pautada por temas difusos de impacto global, como, por exemplo, a melhoria do ambiente de negócios (Business 20), pensar a juventude (Youth 20), o empoderamento das mulheres (Women 20), além da reflexão e inovação nas políticas públicas (T20).

Para saber mais sobre o T20, acesse o site.