Professor Tales Andreassi discute os rumos do ensino superior em conferência internacional

Reunindo mais de 100 especialistas de variadas nacionalidades, a conferência abordou tendências emergentes e desafios atuais do ensino superior, e contou com contribuições de figuras proeminentes.
Relações Internacionais
26 Março 2024
Professor Tales Andreassi discute os rumos do ensino superior em conferência internacional

Representando o presidente da FGV, Carlos Ivan Simonsen Leal, o professor Tales Andreassi, Vice-Diretor da FGV EAESP, participou da edição de 2024 da conferência internacional “Reinventing Higher Education”, realizada na Universidade de Miami, EUA. Este evento, uma parceria entre a IE University e a IE Foundation, ocorre desde 2010, e se destaca como um palco de diálogo sobre as futuras direções do ensino superior. 

Reunindo mais de 100 especialistas de variadas nacionalidades, a conferência abordou tendências emergentes e desafios atuais do ensino superior, e contou com contribuições de figuras proeminentes como Laura Kohn-Wood, decana da Universidade de Miami, e Eric Mazur, professor da Universidade de Harvard, que destacaram a necessidade de adaptação às mudanças demográficas e a integração de novas tecnologias. 

Focalizando inovações pedagógicas, o evento também enfatizou a importância da abordagem multidisciplinar e tecnológica na educação. 

A 14ª edição da conferência gerou vários resultados significativos, que incluem:  

• Formulação de Estratégias Inovadoras: os debates e painéis proporcionaram insights valiosos para a formulação de estratégias inovadoras no ensino superior, especialmente no que diz respeito à integração de tecnologia e metodologias de ensino ativas. 

• Expansão de Redes Colaborativas: o evento facilitou a expansão de redes colaborativas entre instituições de ensino superior, fomentando parcerias estratégicas para a realização de projetos conjuntos de pesquisa e desenvolvimento. 

• Divulgação de Práticas Exemplares: foram compartilhadas práticas exemplares e casos de sucesso na implementação de inovações pedagógicas e tecnológicas, servindo como modelos inspiradores para instituições ao redor do globo.   

• Compromisso com a Mudança Social: reiterou-se o compromisso das universidades com a atuação como agentes de mudança social, enfatizando a necessidade de abordar questões de equidade, diversidade e inclusão.   

Durante conferência “Reinventing Higher Education”, o professor Tales Andreassi identificou quatro pilares essenciais para a inovação no ensino superior, que apontam para transformações significativas na abordagem pedagógica: 

1. Engajamento dos Alunos Através de Projetos Colaborativos  

A transição de aulas expositivas para projetos colaborativos é enfatizada como um movimento vital. Esta abordagem promove o engajamento ativo dos alunos, colocando-os no centro do processo de aprendizagem e incentivando a colaboração e o pensamento crítico. O papel do professor evolui para o de um facilitador, guiando e apoiando os alunos em sua jornada educacional. 

2. Valorização do Ensino Multidisciplinar 

A conferência ressaltou a importância da interdisciplinaridade, que rompe com os silos tradicionais do conhecimento. Ao integrar diferentes disciplinas, a aprendizagem baseada em projetos fomenta uma compreensão mais ampla e profunda dos assuntos, preparando os alunos para resolver problemas complexos em um mundo cada vez mais interconectado. 

3. Implementação de Tecnologias Inovadoras 

A adoção de tecnologias emergentes por alguns cursos da Universidade de Miami, como os óculos de realidade aumentada em cursos de Enfermagem e História, exemplifica o potencial da inovação tecnológica para enriquecer a experiência educativa. Tais ferramentas permitem que os alunos explorem ambientes e situações virtuais, enriquecendo o aprendizado prático e teórico com experiências imersivas. 

4. Integração da Inteligência Artificial no Processo Educativo 

O destaque para a inteligência artificial reflete a sua crescente importância como ferramenta pedagógica. A capacidade de formular perguntas significativas e adaptar o aprendizado às necessidades individuais dos alunos demonstra o potencial da IA para personalizar a educação, tornando-a mais eficaz e acessível. 

Estas conclusões, trazidas à tona pelo professor Andreassi, são um chamado à ação para educadores, administradores e formuladores de políticas para repensar e remodelar o ensino superior. O caminho à frente exige uma abordagem holística que integre essas inovações pedagógicas e tecnológicas, com o objetivo de criar um ambiente de aprendizado que seja verdadeiramente adaptativo, inclusivo e preparado para os desafios do futuro. 

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.