Relançamento de livro conta sobre a propaganda do período militar no Brasil

A obra aborda o ideal do otimismo associado a um projeto de país fundamentado em estratégias de propaganda e persuasão durante o período do regime militar.
Ciências Sociais
01 Abril 2024
Relançamento de livro conta sobre a propaganda do período militar no Brasil

Rememorando o golpe civil-militar ocorrido no Brasil, que completa neste 2024 seus 60 anos, a FGV Editora lança a segunda edição do livro Reinventando o otimismo: ditadura, propaganda e imaginário social no Brasil, de Carlos Fico.

Publicada originalmente em 1997, a obra analisa a propaganda política que o regime militar brasileiro produziu no período 1969-77, focalizando a velha temática do “otimismo” (e seu reverso, a do “pessimismo”), e mostrando a dimensão política dessas ideologias durante o período.

Nesta análise, é possível entender por que “os tópicos do otimismo — a exuberância natural, a democracia racial, o congraçamento social, a harmônica integração nacional, a cordialidade e a festividade do povo brasileiro, entre outros — foram ressignificados pela propaganda militar tendo em vista a nova configuração socioeconômica que se pretendia inaugurar”. Uma propaganda baseada em um discurso ético-moral com estrutura, na qual teóricos e militantes se apropriaram, via golpe, do poder de conceituar o que era “nacionalidade”, “democracia”, “sociedade brasileira”, “cultura brasileira”, “economia brasileira” e assim por diante.

De acordo com Fico, a aparente despolitização dos conteúdos da propaganda do período encobria na verdade uma visão verdadeiramente política que os militares tinham da sociedade civil brasileira, que viam como rude, despreparada e, portanto, composta por pessoas que deveriam ser “educadas”.

O principal objetivo da obra é compreender a propaganda política do regime militar como um momento privilegiado para o estudo de uma tendência de longa duração no Brasil: a construção de uma visão otimista sobre o país que se contrapõe e ofusca outra, de cunho pessimista. Vale salientar: o que se entende por “otimismo” neste trabalho de Carlos Fico não é apenas a atitude positiva de que os problemas brasileiros podem vir a ter uma solução satisfatória, mas a plena convicção de que isso ocorrerá, em função de algumas características enfocadas de forma mítica.

Também aborda a percepção de que o poder político do regime militar se manifestou por meio de discursos de natureza diversa, utilizando-se de uma variedade de imagens visuais para que a mensagem de otimismo alcançasse públicos mais amplos e variados.

Como afirma a historiadora Ana Maria Mauad,

“Trata-se de uma das poucas obras que, na época da publicação de sua primeira edição, abordou a ditadura sob o viés da persuasão das imagens e de sua capacidade de convencimento. Trata-se de uma reflexão ainda muito atual e necessária. A segunda edição é bem-vinda, especialmente nos 60 anos do golpe militar.”

Para adquirir a obra, acesse o site.

Esse site usa cookies

Nosso website coleta informações do seu dispositivo e da sua navegação e utiliza tecnologias como cookies para armazená-las e permitir funcionalidades como: melhorar o funcionamento técnico das páginas, mensurar a audiência do website e oferecer produtos e serviços relevantes por meio de anúncios personalizados. Para mais informações, acesse o nosso Aviso de Cookies e o nosso Aviso de Privacidade.