Seminário reúne meio acadêmico para debater relação entre Ditadura e empresariado
Ciências Sociais
08 Outubro 2018

Seminário reúne meio acadêmico para debater relação entre Ditadura e empresariado

O evento foi realizado nas quatro instituições e teve como objetivo avançar a compreensão do papel que os empresários cumpriram durante a vigência da ditadura. Foram oito mesas redondas, incluindo uma dedicada ao lançamento de livros sobre a temática trabalhada no evento. No total, 30 palestras a cargo de especialistas que se dedicaram a pesquisar o tema nos últimos anos resumiram, debateram e consolidaram a produção recente na área de História e Ciências Sociais.

A ditadura brasileira inaugurada com o golpe de 1964 é conhecida pelo autoritarismo, repressão e a presença dos militares. No entanto, trata-se de um regime político que contou com significativa participação do empresariado, sobretudo o de grande porte e vinculado ao capital estrangeiro. Para debater esse assunto, a Escola de Ciências Sociais (FGV CPDOC), em parceria com a UFRJ, UFRRJ e Uerj realizaram, de 1º a 4 de outubro, o “Seminário Nacional Empresariado e Ditadura no Brasil”.

O evento foi realizado nas quatro instituições e teve como objetivo avançar a compreensão do papel que os empresários cumpriram durante a vigência da ditadura. Foram oito mesas redondas, incluindo uma dedicada ao lançamento de livros sobre a temática trabalhada no evento. No total, 30 palestras a cargo de especialistas que se dedicaram a pesquisar o tema nos últimos anos resumiram, debateram e consolidaram a produção recente na área de História e Ciências Sociais.

Dentre os temas debatidos, destacam-se as mesas sobre "Militares e empresários na ditadura brasileira"; "Empresariado e repressão a trabalhadores nas ditaduras brasileira e argentina"; "Classe dominante rural e a ditadura brasileira"; "O capital internacional e a ditadura no Brasil"; "Empresariado, grupos econômicos e ditadura no Brasil"; "O empresariado da construção e infraestrutura e a ditadura” e "O empresariado, trabalhadores e a ditadura".

Além das palestras, o seminário abriu espaço para o lançamento dos livros “Repressão a militares na ditadura pós-1964”, de Cláudio Beserra de Vasconcelos; “Política Econômica nos Anos de Chumbo”, de Pedro Campos e Rafael Brandão; “O Negócio do Século: o acordo nuclear Brasil-Alemanha”, de Rafael Vaz da Motta Brandão; e “Ditadura, anistia e transição política no Brasil (1964-1979)”, de Renato Lemos.

O seminário é fruto da iniciativa do Grupo de Trabalho Empresariado e Ditadura no Brasil, formado a partir da parceria entre o Laboratório de Estudos Sobre Militares na Política da UFRJ (Lemp) e o Laboratório de Economia e História da UFRRJ (Lehi).