Tese de doutorado recebe duplo reconhecimento da Associação Nacional de História

A pesquisa que constituiu "O Bibliotecário Perfeito" centra-se no período em que a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro foi dirigida por Benjamin Franklin Ramiz Galvão, dando destaque ao seu projeto de fazer daquele espaço a biblioteca da nação brasileira.
Ciências Sociais
24 Janeiro 2017

A historiadora Ana Paula Sampaio Caldeira, recém doutora pelo programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) da Escola de Ciências Sociais da FGV (CPDOC), teve sua tese duplamente reconhecida por prêmios da Associação Nacional de História (ANPUH).

A tese, intitulada “O bibliotecário perfeito: o historiador Ramiz Galvão na Biblioteca Nacional”, teve orientação da professora emérita do PPHPBC, Angela de Castro Gomes, e ganhou menção honrosa pela qualidade e originalidade no 5º Prêmio “Tese ANPUH prof. Manoel Luiz Salgado Guimarães” e também no 2º Prêmio “Tese Sandra Jatahy Pesavento em História Cultural”, do GT Nacional de História Cultural da ANPUH.

A pesquisa que constituiu O Bibliotecário Perfeito centra-se no período em que a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, hoje uma das principais instituições do gênero na América Latina e no mundo, foi dirigida por Benjamin Franklin Ramiz Galvão, dando destaque ao seu projeto de fazer daquele espaço a biblioteca da nação brasileira. O trabalho analisa um período central na história de uma das mais importantes instituições de saber do país.

“Ser a biblioteca da nação brasileira significava construir uma instituição de saber interessada não só em cuidar do patrimônio documental do país, mas que servisse também como espelho de uma nação moderna e sintonizada com o universo letrado europeu, tomado, à época, como modelo”, comenta Ana Paula, a vencedora dos prêmios.

A tese está disponível para leitura no site da Biblioteca da FGV.