Especialista apresenta modelos matemáticos que auxiliam combate à Febre Amarela
Matemática Aplicada
05 Março 2018

Especialista apresenta modelos matemáticos que auxiliam combate à Febre Amarela

Eduardo Massad mostrará uma série de modelos matemáticos que têm auxiliado a compreender a dinâmica da febre amarela, a otimização de estratégias de vacinação e o cálculo do risco de reintrodução da forma urbana em áreas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti. 

A Febre Amarela voltou a assustar os brasileiros em 2018, em especial os moradores da região Sudeste. O que poucos sabem é que a Matemática Aplicada poderia ter ajudado a controlar e prever essa tragédia para a saúde pública. Para debater o assunto, a Escola de Matemática Aplicada (FGV EMAp) recebe, no dia 8 de março, às 11h, no auditório do edifício-sede da FGV (Praia de Botafogo, 190, 12º andar. Botafogo, Rio de Janeiro/RJ), o professor Eduardo Massad (USP).

Durante o encontro, Massad mostrará uma série de modelos matemáticos que têm auxiliado a compreender a dinâmica da febre amarela, a otimização de estratégias de vacinação e o cálculo do risco de reintrodução da forma urbana em áreas infestadas pelo mosquito Aedes aegypti

Docente da FGV EMAp e também professor titular e Chefe do Departamento de Medicina Legal, Ética Médica e Medicina do Trabalho, Faculdade de Medicina da USP, Massad é médico, professor de Informática Médica e Medicina Tropical.