Especialistas e autoridades discutem importação de energia entre Brasil, Argentina e Uruguai

O encontro, organizado pelo Comitê Brasileiro da Conferência Internacional das Energias Renováveis (Bracier), foi realizado no dia 20 de setembro, em Brasília.
Energia
01 Outubro 2018
Especialistas e autoridades discutem importação de energia entre Brasil, Argentina e Uruguai

Ruderico Pimentel, analista de inteligência internacional do Núcleo de Prospecção e Inteligência Internacional (FGV NPII), participou do Workshop sobre a Portaria de Importação de Energia pelo Brasil, a Argentina e o Uruguai. O encontro, organizado pelo Comitê Brasileiro da Conferência Internacional das Energias Renováveis (Bracier), foi realizado no dia 20 de setembro, em Brasília.

O evento, restrito a convidados, integra as atividades de um Grupo de Trabalho Argentina-Brasil-Uruguai que está discutindo as questões relativas à comercialização de energia elétrica entre os três países. Ele contou com a participação de representantes dos principais agentes institucionais do Setor Elétrico Brasileiro (SEB), como o Ministério de Minas e Energia, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Operador Nacional do Sistema (ONS) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). Além disso, participaram profissionais de empresas comercializadoras e representantes da Argentina e do Uruguai.

O FGV NPII vem desenvolvendo conceitos e abordagens para aprofundar a integração sul-americana na área de energia, especialmente – mas não exclusivamente – elétrica, e graças a trabalhos relevantes que vem realizando sobre o assunto sob a supervisão de Ruderico Pimentel, foi convidado para essa discussão. A questão da precificação da energia nesses pontos de fronteira é assunto essencial para o avanço da densificação das trocas mútuas.