Uso de robôs é debatido em reunião preparatória para a Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana
Políticas Públicas
11 Abril 2018

Uso de robôs é debatido em reunião preparatória para a Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana

O esforço de pesquisa da FGV DAPP emite um alerta de que em 2018 a atuação de robôs e a geração de perfis automatizados no debate político é uma questão ainda mais relevante, e agora agravada pelo fenômeno das fake news​.

A Diretoria de Análise de Políticas Públicas (FGV DAPP) participou na última quinta-feira, dia 05, da 1ª reunião preparatória para a Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana 2018, realizada no Ministério da Defesa, em Brasília. O diretor da FGV DAPP, Marco Aurelio Ruediger, proferiu palestra no painel “Segurança cibernética e interesse nacional durante período de campanha”, quando apresentou o estudo “Robôs, Redes Sociais e Política no Brasil: Análise de interferência de perfis automatizados nas eleições de 2014”.

O esforço de pesquisa da FGV DAPP emite um alerta de que em 2018 a atuação de robôs e a geração de perfis automatizados no debate político é uma questão ainda mais relevante, e agora agravada pelo fenômeno das fake news​. Contas automatizadas que permitem a massificação de postagens se converteram em uma potencial ferramenta para a manipulação de debates nas redes sociais, em especial em momentos de relevância política. Com isso, o mundo virtual tem permitido a adaptação de velhas estratégias políticas de difamação e manipulação de debates públicos, agora em maior escala. Identificar a presença destes robôs e os debates que criam é de fundamental importância para diferenciar quais situações são reais e quais são manipuladas no ambiente virtual. De acordo com o estudo, apenas assim é possível ter compreensão efetiva dos processos sociais originados nas redes.

Organizada pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), em parceria com a Fundação Konrad Adenauer (KAS) e com a Delegação da União Europeia em Brasília, a reunião tinha como objetivo debater do tema da segurança cibernética e identificar propostas “policy-oriented” que serão compiladas e publicadas em relatório. O Cebri analisa as mais relevantes questões internacionais, promovendo o engajamento entre a produção de conhecimento e a ação política.