Livro de fundador da CVM aborda passado, presente e futuro do Mercado de Capitais

A obra será lançada nesta terça, 21 de agosto, às 19h, na Livraria Travessa do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - loja 205 A - Leblon, Rio de Janeiro/RJ).
Economia
21 Agosto 2018
Livro de fundador da CVM aborda passado, presente e futuro do Mercado de Capitais

Roberto Teixeira da Costa foi o primeiro presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em 1977, e também o precursor na defesa dos interesses dos investidores minoritários e da utilização do mercado pelas empresas. A história do mercado de capitais no Brasil está diretamente associada à trajetória profissional deste personagem, e esse percurso está registrado no livro “Valeu a pena! Mercado de capitais: passado, presente e futuro”, publicado pela Editora FGV em parceria com a Escola de Direito do Rio de Janeiro (FGV Direito Rio). A obra será lançada nesta terça, 21 de agosto, às 19h, na Livraria Travessa do Shopping Leblon (Avenida Afrânio de Melo Franco, 290 - loja 205 A - Leblon, Rio de Janeiro/RJ).

Esta autobiografia, que se confunde com a história da economia do país, possui registros fundamentais para o entendimento da evolução do mercado nacional, além de possuir recomendações de grandes nomes. De acordo com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, autor do prefácio da obra, “mais do que a vivência de uma pessoa que se destaca por sua permanente inquietação e presença na vida pública brasileira, o livro conta a história do mercado de capitais entre nós e, consequentemente, diz muito sobre nossa evolução econômico-financeira”.

Já o empresário Jorge Paulo Lemann, que teve Roberto Teixeira da Costa como primeiro chefe, assina a orelha do livro destacando que “num país de pouca institucionalização, Roberto sempre pensou muito à frente e tentou criar um arcabouço para o desenvolvimento de longo prazo”.

O livro resume escritos que cobrem uma vida longa e produtiva de experiências exemplares e a reflexão do autor sobre elas, com o benefício da perspectiva de quem tem "memórias vividas". Mas Teixeira da Costa não se furta a – nos capítulos finais – olhar à frente e perguntar-se sobre o futuro do mercado que tão bem conhece: descreve os gargalos que "dificultam um mercado mais forte" e as reformas estruturais necessárias para tal.

Para mais informações sobre o livro, acesse o site.