Retrospectiva 2018: Os eventos que viraram notícia

O “RenovaBio – Próximos passos”, realizado em 1º de fevereiro pela a FGV Energia, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Empresa de Pesquisa Energética (EPE) reuniu alguns dos maiores especialistas em energia para debater o programa lançado em 2016 pelo Ministério de Minas e Energia.
Institucional
26 Dezembro 2018
Retrospectiva 2018: Os eventos que viraram notícia

A Fundação Getulio Vargas assumiu o protagonismo sobre temas de grande interesse da opinião pública e buscou reunir os maiores especialistas em assuntos de relevância para o país e no exterior. Tanto os eventos realizados pela FGV ou os quais a instituição foi representada por seus professores e pesquisadores mundo afora, tiveram sua relevância no ano de 2018.

Foi isso que ocorreu durante o “RenovaBio – Próximos passos”, realizado em 1º de fevereiro pela a FGV Energia, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Empresa de Pesquisa Energética (EPE). O evento reuniu alguns dos maiores especialistas em energia para debater o programa lançado em 2016 pelo Ministério de Minas e Energia.

Já o “II Simpósio Mulheres Investidoras e Mulheres Empreendedoras: As duas novas faces do Brasil no século 21” reuniu, no dia 8 de março, investidoras e empreendedoras para debater sobre como a mulher pode contestar ou aperfeiçoar esta lógica de geração de riqueza, ainda hoje dominada por homens, ao mesmo tempo em que rompe barreiras para a construção de uma sociedade mais adequada para o ciclo de vida da mulher. Outra ocasião que abriu espaço para questões ligadas a maior participação feminina foi o evento “Questões de gênero no Direito e na Economia”, que discutiu o cenário de desigualdade de gênero e os importantes temas que devem entrar na agenda de desenvolvimento do Brasil que promovam a inclusão das mulheres.

Alguns outros assuntos também começaram a ganhar cada vez mais espaço no debate público: a Copa do Mundo e as Eleições presidenciais. O torneio de futebol foi o tema central do seminário “A política das Copas – história e memória dos Mundiais da FIFA (1978-2018)” nos dias 4 e 5 de abril. Também no dia 5 foi realizada a “1ª reunião preparatória para a Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana 2018”, no Ministério da Defesa. Na ocasião, a FGV foi representada por Marco Aurélio Ruediger (FGV DAPP), que palestrou sobre a interferência de perfis automatizados nas eleições de 2014.

Amanhã vamos abordar os eventos que viraram notícia de maio a agosto.